Palavra do Padre

por MITRA ARQUIEPISCOPAL DO RIO DE JANEIRO, 26/01 às 12:50 em Grupo de Destaque II

Encerramento das Aparições de Nossa Senhora de Fátima

 

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Caríssimos paroquianos,

No dia 13 de outubro, festejamos o encerramento das Aparições de Nossa Senhora de Fátima.

Vejamos a narrativa impressionante e comovente da Irmã Lúcia:

Chegados à Cova de Iria, junto da carrasqueira, levada por um movimento interior, pedi ao povo que fechasse os guarda-chuvas para rezarmos o terço. Pouco depois, vimos o reflexo da luz e, em seguida, Nossa Senhora.

– Que é que Vossemecê me quer?
– Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas. 
– Eu tinha muitas coisas para Lhe pedir: se curava uns doentes e se convertia uns pecadores, etc.
– Uns, sim; outros, não. É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados.
E, tomando um aspecto mais triste:
– Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor, que já está muito ofendido.

Nossa Senhora Se eleva ao Céu.

A Santíssima Virgem pede que não mais ofendamos a Nosso Senhor pelos nossos pecados. Neste dia, houve o Milagre do Sol, que pareceu dançar em zigue-zague diante da multidão de aproximadamente 100 mil pessoas que estavam na Cova da Iria. Deus manifesta seu amor a nós por meio de muitos sinais. Busquemos com profundo amor não mais ofender a Deus com o nosso pecado.

Ofereçamos- Lhe a santidade de nosso amor!

Que a Santíssima Virgem interceda por nós! Salve Maria!

Padre João Jefferson Chagas
(Administrador Paroquial)

 

Um só coração e uma só alma.



© 2015 - Todos os direitos reservados - Gestão e Desenvolvimento por: